OTORRINOCLINICA CURITIBA.png

AGENDE SUA CONSULTA

                                                

TELEFONE:  (41) 3322-2060  

WHATSAPP: (41) 99796 -4834                                                  

Cuidando da sua saúde há 30 anos

 

 

teste da orelhinha.PNG

No Brasil 🇧🇷 é um direito garantido pela Lei Federal no 12.303 desde 2010.

O programa de TANU (triagem auditiva neonatal universal) é uma estratégia que deve ser realizada em todos os recém-nascidos 👼🏼 para a identificação precoce portadores de deficiência auditiva, por isso deve ser feito de preferência nas primeiras 48h horas de vida, ainda no hospital 🏥 , se possível, uma vez que a perda auditiva pode influenciar  no aprendizado e na aquisição de linguagem.
 

O teste da orelhinha é um exame rápido e de baixo custo 💴, que geralmente feito com a criança dormindo😴.
 

Bebês 👶🏻 que apresentam fatores de risco para surdez devem realizar diagnóstico até os 3 meses de vida para possível tratamento precoce e aproveitar a capacidade do cérebro 🧠 que a criança tem nos primeiros meses de vida.


Se identificou com o assunto❓ Agende sua consulta nos telefones: 

🔷 Otorrinoclinica Curitiba:
☎ (41) 3322-2060 | Whatsapp (41) 99796-4834.
 

Qualquer dúvida escreva nos comentários que será um prazer tentar esclarecer.

 

Dr Lucas Zambon

 CRM PR 31209 | RQE 16825

Dor de ouvido.png

Verão, férias e calor. Malas  prontas, som  ligado e pé  na estrada . Agora é seguir viagem e  aproveitar o tempo com a família e amigos para nadar e se aventurar em cachoeira, rios e mares. Não é assim que desejamos que sejam nossas férias?  Entretanto nessa época há um aumento de sintomas  sintomas dos ouvidos, dentre os quais o incômodo da dor de ouvido... e por isso seguem algumas dica na tentativa de preveni-la: 


✅ Manter ouvidos secos
✅ Não manipule os ouvidos com nenhum material
✅ Não faça pressão nos ouvidos (entupir o nariz e assoprar)
✅ Cuidado com mergulho profundo
✅ Evite brincadeiras com barulho no ouvido
✅ Evite ambientes com som alto

 

 

Realize as medidas ! Cuide-se!

 

Se identificou com o assunto?

Agende sua consulta nos telefones:

🔷 Otorrinoclinica Curitiba:
☎ (41) 3322-2060 | Whatsapp (41) 99796-4834.
 

Qualquer dúvida escreva nos comentários que será um prazer tentar esclarecer.

 

 

Dr Lucas Zambon

 CRM PR 31209 | RQE 16825
 

REFLUXO.png

Chegamos às festivas de final de ano. Encontrar familiares e amigos para celebrare  sentar-se à mesa com a bebida predileta e ceiar. Nessa hora é preciso de muita moderação para não transformar algo prazeroso em sintomas bem incômodos. O refluxo acontece pelo o conteúdo ácido do estômago subir pelo esôfago. Quando o ácido entra em contato com a mucosa do esôfago ou da garganta, causa uma irritação parecida  a uma queimadura, pois as mucosas não estão preparadas para esse contato. Em cerca de 30% dos casos não há sintomas típicos.
Quando o ácida atinge a garganta ou até mesmo o nariz chamamos esta condição o nome de refluxo laringofaríngeo, levando a sintomas como:

 

✅ Irritação;
✅ Queimação;
✅ Secura na garganta;
✅ Rouquidão;
✅ Pigarro;
✅ Tosse; 
✅ Sensação de corpo estranho na garganta


Caso esse seja seu problema tente mudança de hábitos para prevenir o Refluxo, seguem algumas dicas:

 

  1. Não deitar-se logo após uma refeição. Aguardar pelo menos 02 horas.
  2. Não tomar líquidos durante as refeições.
  3. Evitar bebida alcoólicas e bebidas gaseificadas.
  4. Comer pequenas refeições, várias vezes ao dia, mastigando várias vezes antes de engolir o alimento.
  5. Mantenha-se concentrado apenas na sua fonte de energia enquanto come. 
  6. Evitar o consumo excessivo de: Cafeína; Chocolate; Tomate e frutas cítricas; Alimentos fritos ou gordurosos.
  7. Perder peso.
  8. Parar de fumar.
  9. Evitar o uso de roupas ou acessórios apertados.

 

Realize as medidas anti-refluxo diariamente! Cuide-se!


Se identificou com o assunto? Agende sua consulta nos telefones:

 

 

🔷 Otorrinoclinica Curitiba:
☎ (41) 3322-2060 | Whatsapp (41) 99796-4834.

 

 


Dr Lucas Zambon 

CRM PR 31209 | RQE 16825 

Ouvido entupido.png

Estamos no verão. Época de calor em que muitos saem de férias. Um grande número de pessoas praticam alguma atividade náutica, seja nadar em piscinas, andar de caiaque em rios ou mesmo brincar com a família no mar e na  . Há possibilidade de ser acometido por sintomas dos ouvidos, dentre os quais o ouvido entupido pode fazer parte... Uma avaliação do otorrinolaringologista se faz necessária.

 


✅ Manter ouvidos secos
✅ Não manipule os ouvidos com nenhum material
✅ Não faça pressão nos ouvidos (entupir o nariz e assoprar)
✅ Cuidado com mergulho profundo
✅ Evite brincadeiras com barulho no ouvido
✅ Evite ambientes com som alto

Cuide-se!


Se identificou com o assunto? Agende sua consulta nos telefones:

 

 

🔷 Otorrinoclinica Curitiba:
☎ (41) 3322-2060 | Whatsapp (41) 99796-4834.

 

 


Dr Lucas Zambon 

CRM PR 31209 | RQE 16825 

 

sleeping-man-3404668_960_720.png

QUEM NUNCA SE INCOMODOU COM RONCO?

Nosso especialista Dr Lucas A. Zambon explica que a situação do ronco não é normal , é sinal de desconforto respiratório.

 

O QUE PODE ACONTECER QUEM TEM ALGUM DISTÚRBIO RESPIRATÓRIO DO SONO?

Segundo Dr. Lucas A. Zambon, os pacientes adultos com distúrbios respiratórios do sono podem:

 

Aumento da sonolência durante o dia

Déficit de atenção e memória

Aumento do risco de acidentes no trânsito

Hipertensão arterial sistêmica

Aumento do risco de Infarto agudo do Micardio

Aumento do risco de Acidente vascular cerebral

Obesidade e síndrome metabólica

 

Crianças

 

Distúrbios do crescimento

Agitação, impulsividade, ansiedade

Problemas comportamentais e disciplinares

Perda da urina na cama

Problemas cognitivos

Mau desempenho escolar

Diminuiçào da pressão pulmonar inspiratória e menor volume pulmonar

Risco de sobrecarga cardíaca pelo esforço respiratório.

 

QUAL A CAUSA DE DISTURBIOS RESPIRATÓRIOS DO SONO?

Em crianças a condição mais frequente é o aumento das tonsilas (amigadalas e adenoide).

No adulto a doença é multifatorial e tem variáveis como:

 

Alterações na anatomia das vias aéreas superiores;

Variações dos músculos dilatadores da faringe;

Alterações no limiar do despertar;

Variações do sistema de controle ventilatório.

 

COMO SABER SE HÁ ALGUM DISTÚRBIO RESPIRATÓRIO DO SONO?

A avaliação médica especializada em conjunto de exames complementares específicos como a nasofaringolaringoscopia (adultos) ou radiografia de cavum (crianças) levam à suspeita diagnóstica. Entretanto, a confirmação dos eventos respiratórios durante o sono, se estes não tiverem sido presenciados deve ser feita através da solicitação da polissonografia pelo médico especialista.Cuide-se! Agende uma consulta.

Se identificou com o assunto? Agende sua consulta nos telefones:

 

 

🔷 Otorrinoclinica Curitiba:
☎ (41) 3322-2060 | Whatsapp (41) 99796-4834.

 

 


Dr Lucas Zambon 

CRM PR 31209 | RQE 16825 

dor de garganta.jpg

O QUE AS DORES DE GARGANTA PODEM ESCONDER? SERÁ UMA AMIGDALITE? 

 

Dr Lucas A. Zambon explica que a amigdalite é uma doença que pode ser inflamatória e/ou infecciosa das amigdalas (tonsilas palatinas), que pode ser causada por vírus e por bactérias. Cerca de 75% dos casos são de origem viral e os causadores mais comuns são: rinovírus, coronavirus, adenovirus, herpes simples, influenza, parainfluenza entre outros. As amigdalites bacterianas, menos frequentes, são causadas principalmente pelostreptococcus pyogenes.

 

EXISTE ALGUMA CLASSIFICAÇÃO DAS AMIGDALITES?

Sim, a classificaçao segundo o livro Head and Neck Surgery-Otolaryngology", de Byron J. Bailey:

Amigdalite aguda

Amigdalite aguda recorrente

Amigdalite crônica

Hiperplasia amigdaliana

 

QUAIS OS SINTOMAS DA AMIGDALITE?

Segundo as informações colhidas com Dr Lucas A. Zambon, muitos pacientes com amigdalite viral aguda apresentam sintomas de leve intensidade. Os principais são: dor de garganta e dificuldade de se alimentar. Dores no corpo e febre baixa, associadas a obstrução nasal, coriza hialina e espirros, porém a amigdalite bacteriana aguda pode causar dor intensa de garganta, febre alta, dores de ouvido, queda do estado geral, náuseas e vômitos. A amigdalite crônica pode causar dor de garganta crônica, mau hálito, cálculos amigdalianos excessivos, inchaço das amigdalas.

 

A AMIGDALITE PODE COMPLICAR?

Segundo o especialista , a amigdalite pode complicar com as seguintes doenças:

 

Doenças não supurativas:

Escarlatina

Febre reumática

Glomerulonefrite

Síndrome do choque tóxico

 

Doenças supurativas:

Abscesso periamigdaliano

Abscesso parafaríngeo

Abscesso retrofaríngeo

 

O QUE FAZER EM CASO DE SINTOMAS DE AMIGDALITE?

É recomendável consulta com médico especialista para avaliar a necessidade de terapêutica individualizada do caso (analgésicos, anti-inflamatórios, antibióticos, drenagens etc) e realizar o seguimento do caso, para evitar uma possível complicação. Cuide-se! 

 

Se identificou com o assunto? Agende sua consulta nos telefones:

 

 

🔷 Otorrinoclinica Curitiba:
☎ (41) 3322-2060 | Whatsapp (41) 99796-4834.

 

 


Dr Lucas Zambon 

CRM PR 31209 | RQE 16825 

EAR.jpg

OTITES!

Inúmeras doenças podem desencadear dores no ouvido segundo Dr. Lucas A. Zambon. Vamos conversar sobre otites.

A Otite é uma doença inflamatória e/ou infecciosa do ouvido. Nas otites externas que são doenças que acomete o conduto auditivo externo (CAE) e da região auricular. Seus principais fatores predisponentes são:

 

Calor;

Ambiente úmido;

Obstruções anatômicas do CAE (estenose, exostose, cerúmen);

Uso de aparelhos de amplificação sonora individual (AASI) ou próteses auditivas;

Trauma auto-induzido ( manipulação para “limpeza” da orelha);

Natação.

 

Segundo nosso especialista, as otites médias são muito comuns em crianças de até 6 anos de idade. Seus principais fatores predisponentes são:

 

Em crianças, a sua anatomia;

Obstrução nasal;

Respiração oral;

Amamentação em posição deitada

Desmame do aleitamento precoce;

Creches antes dos 2 anos de idade;

Tabagismo dos pais.

 

QUAIS OS SINAIS E SINTOMAS DA OTITES? 

Nas otites externas os sintomas mais comuns são:

 

Dor intensa de ouvido irradiada para a região temporal e mandibular,

Sensibilidade à palpação e manipulação da orelha,

Coceira

Perda auditiva

Secreção do ouvido

 

Os sintomas das otites médias agudas são bem marcantes, com cursam em geral com:

 

Febre;

Dor intensa em ouvido (nos bebês apresenta-se como irritabilidade e choro);

Secreção em ouvido;

Vômitos;

Diminuição da audição (escolares, adolescentes e adultos);

Desequilíbrio (escolares, adolescentes e adultos).

 

EXISTE ALGUMA SITUAÇÃO ESPECIAL QUE DEVEMOS ESTAR ATENTOS?

Sim, Dr Lucas A. Zambon alerta que  na otite média com efusão o quadro pode ser silencioso, onde o sintoma principal é a perda auditiva , que raramente é referida pela criança. Pode haver secreção do ouvido por várias semanas nesta condição.

A perda auditiva é muito prejudicial, na faixa de aquisição da fala, aumento do vocabulário e alfabetização. Os pais devem estar atentos a sintomas como:

 

Atraso no desenvolvimento da fala

Trocas de fonemas na fala

Escutar rádio ou TV em volume muito alto

Não compreende novas palavras

Troca letras na escrita

Frequentemente pede para se repetir o que se fala.

 

EXISTE ALGUMA OTITE EM QUE HÁ SAÍDA DE SECREÇÃO POR MESES PELO OUVIDO?

Sim, as otites crônicas costumam causar saída de secreções pelo ouvido por períodos mais longos de tempo. São divididas em otites médias crônicas:

 

Simples;

Supurativas;

Colesteatomatosas;

Tuberculosa;

Silenciosa.

 

As otites médias crônicas supurativas e colesteatomatosas são doenças em que há saída de secreção purulenta fétida pelo ouvido frequentemente. Essas situações também levam a alterações auditivas e são graves. O tratamento é cirúrgico.

 

EXISTE ALGUMA COMPLICAÇÃO DAS OTITES?

Existem várias complicações das otites externas e médias.

 

Complicações das otites externas:

 

Pericondrite

Paralisia facial periférica

Meningite

Alteraçoes da voz

Falta de ar

Rouquidão

Dificuldade de ingerir alimentos

 

Complicações de otites médias:

 

Mastoidite;

Meningite;

Labirintite;

Petrosite;

Paralisia facial periférica;

Abscesso cerebral;

Abscesso cervical;

Abscesso cerebelar.

 

O QUE FAZER NO CASO DESSES SINTOMAS?

A avaliação especializada do otorrinolaringologista é muito importante, pois o diagnóstico deve ser feito logo que se suspeite, através dos sintomas mencionados, cabendo ao médico solicitar exames que avaliem o grau de perda auditiva e assim, determinar o melhor tratamento, o qual pode ser, clínico (medicamentos) ou cirúrgico, nos casos em que os medicamentos não tiveram efeito, ou em casos de otites médias crônicas. Cuide-se! 

 

Se identificou com o assunto? Agende sua consulta nos telefones:

 

 

🔷 Otorrinoclinica Curitiba:
☎ (41) 3322-2060 | Whatsapp (41) 99796-4834.

 

 


Dr Lucas Zambon 

CRM PR 31209 | RQE 16825